Robótica

A plataforma Robótica da Vinci chegou no Brasil há 10 anos, mas apenas mais recentemente tem ganhado mais popularidade. Trata-se de um equipamento que auxilia o especialista na realização de procedimentos minimamente invasivos. É composto por um console no qual o cirurgião pode até ficar à distância, sentado, numa posição ergonomicamente favorável imerso em uma tela 3D de alta definição que reproduz a imagem de dentro do corpo do paciente. Deste console é feito o controle dos braços mecânicos do robô, que reproduz com toda delicadeza e destreza todos os movimentos realizados pelo especialista. Conectados ao paciente ficam os braços mecânicos com os instrumentos cirúrgicos e a câmera. Na cirurgia digestiva, sua aplicação está principalmente indicada em locais de espaço restrito, como a transição esofagogástrica e a pelve. Mas, a cada dia que passa, surgem evidências de que poderá se aplicar a praticamente qualquer cirurgia abdominal, desde hérnias até cirurgias hepáticas e pancreáticas. A cirurgia robótica já está mudando o paradigma dos procedimentos cirúrgicos mas, assim como foi a transição da cirurgia aberta para a videolaparoscópica convencional, leva tempo. Menor sangramento, procedimento mais anatômico, menos complicações, recuperação mais rápida para o paciente são apenas algumas das vantagens.

A grande limitação para a utilização disseminada da plataforma robótica ainda é o preço. Poucos hospitais no Brasil têm o robô (existem apenas cerca de 40 robôs no país sendo que a grande maioria está em São Paulo) uma vez que requerem um alto investimento das instituições e não há cobertura de planos de saúde (para a utilização da plataforma robótica). Apesar disto, a tendência é o barateamento dos custos por quebra de patentes, surgimento de novas marcas (concorrência) e tecnologias, e maior acessibilidade por parte da população.

A cirurgia robótica no Brasil chegou em 2008 revolucionando o modo como os pacientes passam por tais procedimentos.
Seu surgimento tem a finalidade de fazer com que as cirurgias abertas possam ser mais eficientes e assertivas e, ao mesmo tempo, minimizar os efeitos destes procedimentos tornando-os minimamente invasivos.

Também conhecida como cirurgia assistida por computador, a cirurgia robótica é caracterizada pela manipulação de um robô, que possui braços articulados, os quais são altamente sensíveis aos movimentos do cirurgião.

Surgimento da cirurgia robótica
Os primeiros registros de cirurgias realizadas com robôs datam o ano de 1985, porém, foi somente em 2006 que o primeiro teste com o Da Vinci, o mais avançado sistema robótico de cirurgia aconteceu na Califórnia, Estados Unidos.

No Brasil, a primeira cirurgia realizada com o auxílio do sistema Da Vinci, aconteceu em meados de 2008. Foi um procedimento cirúrgico urológico no Hospital Sírio Libanês. Três anos depois, no final de 2011, já haviam aproximadamente mil sistemas Da Vinci realizando cirurgias nos Estados Unidos e três aqui no Brasil: além do Sírio Libanês, há uma unidade no Hospital Albert Einstein e um no Hospital Oswaldo Cruz.

Em 2012, a cirurgia robótica no Brasil alcançava o número de 600 procedimentos realizados e, no ano seguinte, o dobro.
Hoje, em 2016, o Brasil é o primeiro país da América Latina a ter 20 unidades do sistema cirúrgico Da Vinci operantes. Esse índice mostra a velocidade com que a técnica se popularizou, apesar de ainda ser um procedimento caro.

:: Vantagens da Cirurgia Robótica

As vantagens da tecnologia robótica são diversas e estão associadas aos indicadores peri-operatórios.

Dentre os benefícios, destacam-se:
• Diminuição de perda sanguínea e de necessidade de transfusões;
• Redução de dor e complicações pós operatórias;
• Redução do tempo de hospitalização;
• Prevenção de complicações relacionadas a incisões em cirurgias abertas;
• Recuperação e retorno às atividades de vida diária mais rápido.

© Copyright 2018 / 2020 - Dr. Jean Carlo Nascimento - Todos os direitos reservados

Dr. Jean Carlo Nascimento


Rua José Versolato, 111 - Bloco B - Sala 1423
Centro - CEP 09750-730 - SBC - SP
Telefone: +55 11 4121.4033

Desenvolvido por:
Interade Estúdio de Design

Especialista em Cirurgia Ginecológica Minimamente Invasiva

Robótica

A plataforma Robótica da Vinci chegou no Brasil há 10 anos, mas apenas mais recentemente tem ganhado mais popularidade. Trata-se de um equipamento que auxilia o especialista na realização de procedimentos minimamente invasivos. É composto por um console no qual o cirurgião pode até ficar à distância, sentado, numa posição ergonomicamente favorável imerso em uma tela 3D de alta definição que reproduz a imagem de dentro do corpo do paciente. Deste console é feito o controle dos braços mecânicos do robô, que reproduz com toda delicadeza e destreza todos os movimentos realizados pelo especialista. Conectados ao paciente ficam os braços mecânicos com os instrumentos cirúrgicos e a câmera. Na cirurgia digestiva, sua aplicação está principalmente indicada em locais de espaço restrito, como a transição esofagogástrica e a pelve. Mas, a cada dia que passa, surgem evidências de que poderá se aplicar a praticamente qualquer cirurgia abdominal, desde hérnias até cirurgias hepáticas e pancreáticas. A cirurgia robótica já está mudando o paradigma dos procedimentos cirúrgicos mas, assim como foi a transição da cirurgia aberta para a videolaparoscópica convencional, leva tempo. Menor sangramento, procedimento mais anatômico, menos complicações, recuperação mais rápida para o paciente são apenas algumas das vantagens.

A grande limitação para a utilização disseminada da plataforma robótica ainda é o preço. Poucos hospitais no Brasil têm o robô (existem apenas cerca de 40 robôs no país sendo que a grande maioria está em São Paulo) uma vez que requerem um alto investimento das instituições e não há cobertura de planos de saúde (para a utilização da plataforma robótica). Apesar disto, a tendência é o barateamento dos custos por quebra de patentes, surgimento de novas marcas (concorrência) e tecnologias, e maior acessibilidade por parte da população.

A cirurgia robótica no Brasil chegou em 2008 revolucionando o modo como os pacientes passam por tais procedimentos.
Seu surgimento tem a finalidade de fazer com que as cirurgias abertas possam ser mais eficientes e assertivas e, ao mesmo tempo, minimizar os efeitos destes procedimentos tornando-os minimamente invasivos.

Também conhecida como cirurgia assistida por computador, a cirurgia robótica é caracterizada pela manipulação de um robô, que possui braços articulados, os quais são altamente sensíveis aos movimentos do cirurgião.

Surgimento da cirurgia robótica
Os primeiros registros de cirurgias realizadas com robôs datam o ano de 1985, porém, foi somente em 2006 que o primeiro teste com o Da Vinci, o mais avançado sistema robótico de cirurgia aconteceu na Califórnia, Estados Unidos.

No Brasil, a primeira cirurgia realizada com o auxílio do sistema Da Vinci, aconteceu em meados de 2008. Foi um procedimento cirúrgico urológico no Hospital Sírio Libanês. Três anos depois, no final de 2011, já haviam aproximadamente mil sistemas Da Vinci realizando cirurgias nos Estados Unidos e três aqui no Brasil: além do Sírio Libanês, há uma unidade no Hospital Albert Einstein e um no Hospital Oswaldo Cruz.

Em 2012, a cirurgia robótica no Brasil alcançava o número de 600 procedimentos realizados e, no ano seguinte, o dobro.
Hoje, em 2016, o Brasil é o primeiro país da América Latina a ter 20 unidades do sistema cirúrgico Da Vinci operantes. Esse índice mostra a velocidade com que a técnica se popularizou, apesar de ainda ser um procedimento caro.

:: Vantagens da Cirurgia Robótica

As vantagens da tecnologia robótica são diversas e estão associadas aos indicadores peri-operatórios.

Dentre os benefícios, destacam-se:
• Diminuição de perda sanguínea e de necessidade de transfusões;
• Redução de dor e complicações pós operatórias;
• Redução do tempo de hospitalização;
• Prevenção de complicações relacionadas a incisões em cirurgias abertas;
• Recuperação e retorno às atividades de vida diária mais rápido.

© Copyright 2018 / 2020 - Dr. Jean Carlo Nascimento - Todos os direitos reservados

Dr. Jean Carlo Nascimento


Rua José Versolato, 111 - Bloco B - Sala 1423
Centro - CEP 09750-730 - SBC - SP
Telefone: +55 11 4121.4033

Desenvolvido por: Interade Estúdio de Design

Ginecologia e Obstetricia

Especialista em Cirurgia Ginecológica Minimamente Invasiva

Robótica

A plataforma Robótica da Vinci chegou no Brasil há 10 anos, mas apenas mais recentemente tem ganhado mais popularidade. Trata-se de um equipamento que auxilia o especialista na realização de procedimentos minimamente invasivos. É composto por um console no qual o cirurgião pode até ficar à distância, sentado, numa posição ergonomicamente favorável imerso em uma tela 3D de alta definição que reproduz a imagem de dentro do corpo do paciente. Deste console é feito o controle dos braços mecânicos do robô, que reproduz com toda delicadeza e destreza todos os movimentos realizados pelo especialista. Conectados ao paciente ficam os braços mecânicos com os instrumentos cirúrgicos e a câmera. Na cirurgia digestiva, sua aplicação está principalmente indicada em locais de espaço restrito, como a transição esofagogástrica e a pelve. Mas, a cada dia que passa, surgem evidências de que poderá se aplicar a praticamente qualquer cirurgia abdominal, desde hérnias até cirurgias hepáticas e pancreáticas. A cirurgia robótica já está mudando o paradigma dos procedimentos cirúrgicos mas, assim como foi a transição da cirurgia aberta para a videolaparoscópica convencional, leva tempo. Menor sangramento, procedimento mais anatômico, menos complicações, recuperação mais rápida para o paciente são apenas algumas das vantagens.

A grande limitação para a utilização disseminada da plataforma robótica ainda é o preço. Poucos hospitais no Brasil têm o robô (existem apenas cerca de 40 robôs no país sendo que a grande maioria está em São Paulo) uma vez que requerem um alto investimento das instituições e não há cobertura de planos de saúde (para a utilização da plataforma robótica). Apesar disto, a tendência é o barateamento dos custos por quebra de patentes, surgimento de novas marcas (concorrência) e tecnologias, e maior acessibilidade por parte da população.

A cirurgia robótica no Brasil chegou em 2008 revolucionando o modo como os pacientes passam por tais procedimentos.
Seu surgimento tem a finalidade de fazer com que as cirurgias abertas possam ser mais eficientes e assertivas e, ao mesmo tempo, minimizar os efeitos destes procedimentos tornando-os minimamente invasivos.

Também conhecida como cirurgia assistida por computador, a cirurgia robótica é caracterizada pela manipulação de um robô, que possui braços articulados, os quais são altamente sensíveis aos movimentos do cirurgião.

Surgimento da cirurgia robótica
Os primeiros registros de cirurgias realizadas com robôs datam o ano de 1985, porém, foi somente em 2006 que o primeiro teste com o Da Vinci, o mais avançado sistema robótico de cirurgia aconteceu na Califórnia, Estados Unidos.

No Brasil, a primeira cirurgia realizada com o auxílio do sistema Da Vinci, aconteceu em meados de 2008. Foi um procedimento cirúrgico urológico no Hospital Sírio Libanês. Três anos depois, no final de 2011, já haviam aproximadamente mil sistemas Da Vinci realizando cirurgias nos Estados Unidos e três aqui no Brasil: além do Sírio Libanês, há uma unidade no Hospital Albert Einstein e um no Hospital Oswaldo Cruz.

Em 2012, a cirurgia robótica no Brasil alcançava o número de 600 procedimentos realizados e, no ano seguinte, o dobro.
Hoje, em 2016, o Brasil é o primeiro país da América Latina a ter 20 unidades do sistema cirúrgico Da Vinci operantes. Esse índice mostra a velocidade com que a técnica se popularizou, apesar de ainda ser um procedimento caro.

:: Vantagens da Cirurgia Robótica

As vantagens da tecnologia robótica são diversas e estão associadas aos indicadores peri-operatórios.

Dentre os benefícios, destacam-se:
• Diminuição de perda sanguínea e de necessidade de transfusões;
• Redução de dor e complicações pós operatórias;
• Redução do tempo de hospitalização;
• Prevenção de complicações relacionadas a incisões em cirurgias abertas;
• Recuperação e retorno às atividades de vida diária mais rápido.

© Copyright 2018 / 2020 - Dr. Jean Carlo Nascimento
Todos os direitos reservados

Dr. Jean Carlo Nascimento


Rua José Versolato, 111 - Bloco B - Sala 1423
Centro - CEP 09750-730 - SBC - SP
Telefone: +55 11 4121.4033

Desenvolvido por: Interade Estúdio de Design